domingo, 30 de outubro de 2011

MEUS AVALISTAS

MEUS AVALISTAS

Vocês certamente não, meus nobres. Mas eu não tenho vergonha de confessar: sou muito relaxado com as minhas ideias. Tenho-as, mas aqui acolá as deixo escapar. E idealizar sem ativar é pura inércia motora, por preferir a expressão eufêmica no lugar do termo preguiça. Haveremos de convir, contudo, que a inquietação mental, a luta do dia a dia, por assim dizer, tem boa culpa nessa história. Além do mais, ficaríamos malucos se tivéssemos de por em prática todas as ideias que nos dizem olá, não é verdade? Refiro-me, naturalmente, às ideias boas, não àquelas capciosas, tipo as de jerico. Essas têm mesmo é que irem pro lixo. A propósito, sabem vocês de que forma nasceu a ideia de jerico? Não? Qualquer dia eu lhes conto.
Existem ideias que chegam, somem, retornam, desaparecem. Desaparecem, vírgula. Elas ficam ali de mutuca, escondidinhas na caixa mental, prontas para dar o bote. As sonsas,

sábado, 29 de outubro de 2011

LEMBRETE

Nobre leitor,
Não pretendo fazer propaganda de minhas prosas, mas você não sofrerá prejuízo caso leia este simples lembrete. São apenas 22 segundos de leitura. Bom, o lembrete é o seguinte. É... É... Talvez você desconheça, meu nobre, mas publiquei um romance no ano passado. O bicho chama-se “A senhora 2 e o Senhor 2”. Pois muito bem! Disponho de alguns exemplares. Então! Pensei... Pensei, sabe... Cocei o casco, passei a mão no queixo, olhei pra cima, está entendendo? Pensei assim, de repente, fim de ano, época de presentear, livro é ótimo presente, estou vendendo pelo custo de impressão, vinte mirréis não mata ninguém, entrego o mimo autografado, onde o amigo quiser, o presentão irá de Civic, acomodado em bela sacola, no banco da frente, o nobre ou a nobre tem meu imeio...Entendeu agora?
Por favor, não se sinta pressionado. Qualquer que seja a sua decisão, o nosso relacionamento continuará sendo definido pelas mágicas palavrinhas beleza e paciência. Se der certo, beleza; do contrário, paciência. Beleza!


Um abraço,
Tião