segunda-feira, 14 de abril de 2014

CANCÃO DE FOGO E PEDRO MALASARTES NA DECISÃO CARIOCA



CANCÃO DE FOGO E PEDRO MALASARTES NA DECISÃO CARIOCA

Nasci no Araçá, distrito de Extremoz, cidadezinha que vive se grudando com Natal. Fiquei por lá até completar o estágio de menino buchudo. Jogava bola e estudava. Jogava de meia esquerda, no Fumão. Não jogava bem, hei de confessar. O time do Fumão era horrível. A zaga, Nossa Senhora! A bem da verdade, time algum daquela região prestava, embora os apaixonados vivessem a enaltecê-los. A torcida do Mengão, então! Mengão e Cascão foi o último jogo a que assisti. Esse embate (embate é bom) ficou na história. Sucedeu que...
Bem, antes de narrar o fato histórico, vou esganar a curiosidade dos senhores a respeito do nome dos times. Fumão, Mengão e Cascão, contavam os mais velhos,
surgiram de um forró que existia no Araçá. A casa de forró pertencia a Seu Machado, que vinha a ser filho do finado Assis, que por sua vez era filho do velho Cosme. Também finado. Pois bem, a galera araciana dançava no forrobodó de Seu Machado. Uma turma que lá dançava, e que não era muito chegada a banho, fundou um escrete. Daí as moças deram-lhe o nome de Clube de Resmata Cascão. Outros rapazolas apresentavam esquisitíssimo rebolado na dança. Só se divertiam mengando, termo usado na época. Tinham uma particularidade: se faltassem damas no salão, os caras ficavam se remexendo com os colegas. Rivais dos cascões, os remelexentos criaram um time. As donzelas riram e apelidaram o conjunto de Clube de Desporto Mengão. Por último, o combinado de um terceiro grupo de cavalheiros, exímios dançarinos, mas verdadeiros pernas de pau, foi denominado pelas jovens de Fumão Regada Clube. E, diga-se, os atletas não fediam a tabaco, ainda que nele o grupo fosse viciado.
Sim, o fato histórico da peleja Cascão e Mengão. O Cascão era azarado, gente. Pense num time mole. Nadava, nadava e morria no seco. Chegava numa final e pimba! Vice. Era o vice dos vices. Até que naquele domingo, treze de abril de treze, o volante Pedro Malasartes armou... Ave! Acho até bom escalar o onze cascaíno. O Cascão jogou no quatro dois quatro com Macunaíma, Acácio de Eça, Lambretinha, Cascudo e Camonge. O meio de campo era Pedro Malasartes e Quixote. O ataque formou com Zé Pretinho, Lampião, Pererê e Pedro Bala.
            Os times no meio de campo, ficamos de boca aberta quando vemos Pedro Malasartes com um urubu embaixo do sovaco. Então Malasartes vai falar com o trio de arbitragem. O centroéfó, capitão do Mengão - Cancão de Fogo -, vai atrás. Os dois gesticulam, discutem. Passados alguns minutos, Pedro Malasartes corre e deixa o urubu no banco de reservas do Cascão. Começa a partida, o Mengão joga pelo empate para ser campeão araciano. De quando em quando, Malasartes fala com o juiz e dá uma cutucada em Cancão de Fogo. Deve estar armando alguma. Dessa vez o Cascão vai ser campeão, pois Pedro Malasartes não alivia pra ninguém, pensamos.
Malasartes é cobra criada, estradeiro, veio de Portugal. O urubu dele é famoso. Certa vez, Malasartes pediu abrigo a uma mulher. A senhora não quis recebe-lo, pois o marido não estava em casa. Malasartes saiu e se escondeu numa moita. Nisso chegou um rapaz, entrou, a mulher o beijou e serviu o almoço. Com pouquinho tempo, chegou um senhor e Malasartes viu o rapaz pulando a janela. Malasartes voltou, o senhor lhe deu abrigo e o convidou para almoçar. Mas o almoço, feijão branco com rapadura, era muito diferente do peru e ingredientes que Malasartes tinha visto a mulher guardar no armário ao pressentir a chegada do esposo. Daí a instantes, Malasartes começou a resmungar com algo dentro da jaqueta. Diante do olhar interrogativo do homem, Malasartes disse que estava confabulando com um adivinhador urubu e que o bicho dizia que no armário da frente havia uma refeição bastante diferente daquela que estava sendo servida.
Já imaginaram a boca aberta da mulher? E a do marido? Esse é o Malasartes. Então o urubu no jogo era prenúncio de coisa boa para o time de Malasartes, o Cascão.
Mas o prenúncio não se confirmou. Quarenta e seis minutos do segundo tempo, o Clube de Resgata Cascão ganhava de um a zero quando o Clube de Desporto Mengão faz um gol impedido e passa o vice para o Cascão.
Pedro Malasartes e Cancão de Fogo só não foram aos bofetes por causa da intervenção policial. Puto da vida, Malasartes vai se ter com o urubu. Mas cadê o urubu? O bicho havia fugido.
Sabe para onde o azoreta fugiu? Para o vestuário do Mengão. Enquanto isso, o Fumão...
Abril/14
TC