terça-feira, 7 de março de 2017

BULA DE MULHER








Resultado de imagem para imagem de bula de remedio



Olá, nobilíssimas,
Antes de tudo, parabéns pelo oito de março, Dia de Vocês. Recebam minhas flores.
Beijão, lindas!
Bom, Paulo José publicou uma prosa supimpa no autores.com e deu-lhe o título de “Bula de Homem”. Peço vênias ao Paulo para fazer um contraponto e postar o Bula de Mulher.
Vou colar a Bula do Paulo e em seguida apresentar a Bula de Mulher. São textos gozadores, a exemplo dos constantes no livro Toinho, seu Danado! (Leia sinopse ao lado).  Descontração é a palavra de ordem, garotas.
Leiamos, então, os preceitos da vida. Para satisfazer o paralelismo, andei metendo o bedelho na sua Bula, viu, Paulo? Mas a essência permanece virgem, tá?

BULA DE HOMEM

Princípio ativo: Homo Sapiens
Laboratório: Prudence
Uso adulto: Oral, intravenoso e tópico
Indicações:
Homem é recomendado para mulheres portadoras de SMS (Síndrome da Mulher Solitária). Homem é eficaz no combate ao desânimo, ansiedade, irritabilidade, mau humor, insônia. Posologia e Modo de Usar:
Homem deve ser usado três vezes por semana. Não desaparecendo os sintomas, verifique se o manuseio do produto está sendo feito de forma correta, aumente a dosagem ou agende no site do laboratório uma consulta domiciliar com um especialista.

Precauções:
Homem contém 0,0526% de misticismo e 0,0602% de sensibilidade. Daí ser aconselhável manter o frasco, a bisnaga ou a agulha intramuscular longe de vizinhas acesas, loiras sorridentes, ruivas sonsas, morenas astuciosas. É desaconselhável

o uso após as refeições. Desaconselhável, não proibido. A ingestão vai depender do nível de ansiedade da paciente. Mas pode usar Homem sem parcimônia após a ingestão de bebidas alcoólicas.
Embalagem:
Mini, Med, Max e Oh, meu Pai!

Apresentação:
Creme, cápsula e injetável
Sem restrições de uso. Recomenda-se usar a droga deitada, pois Homem provoca tremores, espasmos, gagueiras e alucinações diversas.
Overdose:
O uso excessivo de Homem pode produzir dores abdominais, entorses, contraturas lombares, ardor na região pélvica. Recomendam-se banhos de assento e repouso.

Efeitos Colaterais:
O uso inadequado de Homem pode fazer a barriga crescer, provocar enjoo e fadiga crônica.

Prazo de Validade:
O número do lote e a data de fabricação encontram-se no fundo da embalagem. Fabricação antiga tende a amortecer a eficácia, mas o efeito torna-se satisfatório quando o frasco de Homem é bem sacolejado.

Composição:
Água aquosa, tecidos nervurados e ferro da família PC.

Funcionamento:
Homem é extremamente sensível. Mostre-se empolgada com o produto ao manusear a embalagem. Do contrário, Homem pode não funcionar bem e lhe dar a sensação de culpa. Guarde-o em lugar fresco e seguro, pois Homem é frágil e facilmente manipulável.
ATENÇÃO:
Em razão do elevado teor místico e sensível e por não conter SIMANCOL, sequer a embalagem de Homem pode ser vista pelo parceiro íntimo da paciente. Portanto, todo o cuidado é pouco na hora de servir-se de Homem. A quebra dessa recomendação fará submergir as disfunções comportamentais do habitual parceiro. As mais comuns são mentiras de todos os tipos, atitudes sem noção, medo de se envolver, grosserias, imaturidade, egoísmo, infidelidade e uma vontade irresistível de beber. O laboratório trabalha incansavelmente para eliminar tais disfunções, mas não há perspectivas de desenvolver o bendito protótipo.

A solução é jogar no lixo o invólucro contemplado e adquirir outro imediatamente. Cuidado, existem no mercado algumas marcas falsificadas. Embalagem suntuosa, mas que, aberta, apresenta um produto inócuo e, por vezes, propagador de alergia.


BULA DE MULHER

Princípio ativo: Mula Sapiens
Laboratório: Jontex
Uso adulto: Oral, creme e tópico
Indicações:
Mulher é recomendado para homens portadores de SHS (Síndrome do Homem Solitário).
Mulher é eficaz no combate ao desânimo, ansiedade, irritabilidade exposta, mau humor, insônia.
Posologia e Modo de Usar:
Mulher deve ser usado três vezes por semana. Não desaparecendo os sintomas, verifique se o manuseio do produto está sendo feito de forma correta, aumente a dosagem ou agende no site do laboratório uma consulta domiciliar com uma especialista.
Precauções:
Mulher contém 0,0726% de misticismo e 0,0902% de sensibilidade. Daí ser aconselhável manter o frasco ou a bisnaga longe de vizinhos acesos, loiros sorridentes, sararás sonsos, negrões astuciosos. É desaconselhável o uso após as refeições. Desaconselhável, não proibido. A ingestão vai depender do nível de ansiedade do paciente. Mas pode usar Mulher sem parcimônia após a ingestão de bebidas alcoólicas.
Embalagem:
Mini, Med, Max e que Beleza!
Apresentação:
Cápsula, Solução e Creme (Orientações)
Cápsula – Mulher-C está entrando agora no mercado. Nessa modalidade, há a inconveniência de abrir a embalagem, posto a resistência do material.

Solução – Em forma de pastilha, cujos sabores são múltiplos, Mulher-S apresenta o senão pela demora de ser dissolvida. Sete minutos sob a língua, em média. Mas o efeito é imediato.
Creme – Recomendado para os preliminares sintomas de agitação. Após massagear o corpo com Mulher-Cr, use imediatamente a versão Mulher-S.
Overdose: Não há registros.
Efeitos Colaterais:
O uso concomitante com produtos de idêntico princípio ativo (Mula Sapiens) pode causar desavenças entre os laboratórios, o que deve ensejar demandas judiciais.

Prazo de Validade:
O número do lote e a data de fabricação encontram-se no fundo da embalagem. Convém esclarecer que a exposição da data é mera exigência dos organismos internacionais, haja vista Mulher ter validade ilimitada. Entretanto, pacientes idosos precisam ser cuidadosos no uso de Mulher, principalmente na versão mais nova, o Mulher-C. O risco vai de frustração a infarto. Aconselha-se consultar o médico a fim de usar droga complementar.

Composição: Água, mucosa e tecidos orgânicos da família XO.
Funcionamento:
Mulher é extremamente sensível. Mostre-se empolgado com o produto ao manusear a embalagem. Do contrário, Mulher pode não funcionar bem e lhe dar a sensação de culpa. Guarde-o em lugar fresco e seguro, pois Mulher é frágil e facilmente manipulável.
ATENÇÃO:
Em razão do elevado teor místico e sensível, sequer a embalagem de Mulher pode ser vista pela parceira íntima do paciente. Portanto, todo o cuidado é pouco na hora de servir-se de Mulher. A quebra dessa recomendação fará submergir as disfunções comportamentais da habitual parceira. As mais comuns são mentiras de todos os tipos, choro possessivo, cara trombuda, infidelidade e uma vontade irresistível de consumir bens supérfluos. Com o cartão de crédito do distraído, é claro.

O laboratório trabalha incansavelmente para eliminar tais disfunções, mas não há perspectivas de desenvolver o bendito protótipo.

Abraços a todos e que das bulas façam bom uso,
Março/17

TC